Um hospital trabalha com um grande volume de dados dos clientes. São cadastros, registros de prontuários, histórico familiar, entre outros. Muitas vezes, essas informações se perdem ou não são utilizadas da melhor forma possível. Mas, é papel da instituição desenvolver uma forma eficiente e bem sistematizada de administrar as informações dos seus pacientes.

Um bom controle dos prontuários é importante para evitar erros, garantir um atendimento de qualidade e promover a agilidade nos processos da instituição. Neste post, vamos explicar melhor a importância dos dados dos clientes para o hospital e mostrar também como a tecnologia pode ajudar na otimização e na boa gestão desses registros. Ficou interessado? Confira o conteúdo e saiba mais sobre o tema!

Qual a importância dos dados dos clientes para o hospital? 

As informações dos pacientes são essenciais para que os processos corram bem no hospital. Entenda melhor a importância delas:

Dados dos clientes são ferramentas estratégicas de gestão hospitalar

A gestão hospitalar pode se tornar mais eficiente com uma boa administração dos dados dos clientes. Ao avaliar as principais demandas dos pacientes, é possível fazer um planejamento da oferta de serviços e pensar em novos investimentos para o hospital.

Além disso, o bom manejo desse tipo de informação permite que os horários dos médicos possam ser administrados eficientemente, para que atendam melhor às necessidades dos usuários e não aconteçam problemas como lotação ou falta de serviços.

Os dados dos pacientes também fornecem indicações epidemiológicas sobre a população. Isso ajuda no planejamento de ações e campanhas de saúde.

Boa gestão dos dados desperta a confiança do paciente

Imagine que o hospital tenha um sistema eletrônico desprotegido e aconteça um ataque cibernético, em que os dados do paciente são invadidos. Quais serão as consequências dessa situação para a instituição?

Certamente, ela vai ter prejuízos de vários tipos, como o financeiro, além de correr o risco de pagar indenizações. Além disso, terá que contar com profissionais de TI para configurar novos sistemas. Mas, entre tantos resultados negativos, uma delas é perda da confiança do usuário, que será dificilmente recuperada. Ou seja, a imagem do hospital poderá ficar comprometida.

E essa, sem dúvidas, é uma das piores consequências para o hospital. Afinal, como sabemos, conquistar a confiança do paciente é um trabalho lento e gradativo, que demanda muitos esforços e um grande período de tempo para que seja concretizado.

Um bom controle dos prontuários eletrônicos, o que inclui um ter sistema seguro, é um dos fatores básicos para ter melhores resultados na construção desse laço com o cliente. Isso envolve qualquer informação que esteja aliada ao usuário. Assim, o paciente desenvolve uma relação de confiança com os médicos que cuidam diretamente dele e com toda a instituição hospitalar.

Promoção de maior agilidade em procedimentos como marcação de cirurgias

marcação de cirurgias no hospital exige diversos processos burocráticos. O cliente precisa da autorização dos profissionais que o acompanham, além de tomar uma série de cuidados necessários. Assim, a marcação de cirurgias pode ser muito trabalhosa, tanto para os profissionais da instituição quanto para o paciente.

Com a realização de uma boa gestão dos dados dos clientes, o agendamento das cirurgias pode ser feito com muito mais facilidade. Isso acontece porque a informação passa a ser integrada com os diferentes médicos que atendem a pessoa. A instituição consegue, assim, realizar o processo com mais rapidez, e os clientes resolvem suas questões com mais facilidade.

Como a tecnologia pode ajudar no gerenciamento dos dados dos clientes?

Sabemos que a tecnologia pode trazer várias vantagens para a administração dos dados dos clientes. Veja como:

Organização e produtividade dos profissionais de saúde

O uso de tecnologia favorece os procedimentos operacionais da equipe de atendimento. Os recursos informatizados reúnem as informações básicas necessárias para que o médico possa fazer o acolhimento do paciente e o encaminhamento adequado. Um sistema integrado também garante que outros procedimentos, como a marcação de cirurgias, por exemplo, seja feito de forma mais ágil.

Dessa forma, os profissionais têm mais produtividade no trabalho e conseguem oferecer um melhor atendimento para os usuários. Além disso, procedimentos burocráticos vão se tornar mais fáceis de serem executados, simplificando a rotina dos colaboradores e melhorando o atendimento ao cliente.

Redução de custos associados às cirurgias

Para que uma cirurgia seja realizada, o hospital realiza muitos procedimentos administrativos. É preciso, por exemplo, conciliar as agendas dos cirurgiões e autorizar a liberação dos suprimentos para a operação (como medicamentos, banco de sangue, anestesia, esterilização, laboratório, diagnóstico por imagem, entre outros). Assim, o hospital tem muitos custos extras no processo, com telefonemas, materiais de escritório e secretárias. Esse processo também envolve o gasto de muito tempo da equipe.

Com uma solução informatizada para a marcação de cirurgia, todo o processo é otimizado. O sistema agiliza os procedimentos e simplifica as etapas que precedem a cirurgia. A instituição vai ter mais agilidade para organizar as operações, reduzindo, assim, custos e aumentando a eficiência dos atendimentos, além de otimizar também a rotina dos profissionais e pacientes.

Otimização dos processos

A tecnologia permite integrar os dados dos clientes no hospital. Com um prontuário eletrônico do paciente, por exemplo, é possível que diferentes profissionais tenham acesso aos últimos atendimentos realizados, dosagens de medicamentos, prescrições de dietas e encaminhamentos. Isso facilita os atendimentos e minimiza a chance de erros nos procedimentos.

Os recursos informatizados também facilitam a realização de agendamento de cirurgias e outros procedimentos. Os sistemas eletrônicos podem integrar os diferentes setores do hospital, facilitando a comunicação e conferindo maior agilidade para o trabalho.

Como vimos, os registros eletrônicos com informações dos pacientes são muito importantes para os hospitais, pois ajudam na efetivação dos atendimentos, além de serem ferramentas para a gestão estratégica e  promoção da eficiência nos processos na instituição.

Com o apoio da tecnologia, o controle dessas informações se torna mais eficiente e eficaz. Há mais produtividade e o fluxo de atividades é realizado com mais qualidade e agilidade. Dessa forma, a instituição obtém mais credibilidade e consegue alcançar a fidelização de usuários.

Agora que você entendeu a importância dos dados dos clientes para os hospitais, aproveite para acompanhar outros conteúdos relacionados seguindo as nossas redes sociais. Estamos no FacebookTwitter e Linkedin!

Powered by Rock Convert