Os avanços tecnológicos são recursos que proporcionam uma melhor qualidade de vida para a população. Esses avanços estão presentes em diversos segmentos e área da saúde não foi excluída disso.

Segundo a Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde, a ABIIS, há um conceito denominado Saúde 4.0 que retrata os impactos da tecnologia da informação no mercado Healthcare. Isso é repercutido na automatização, praticidade, interconexão e viabilidade dos serviços.

Diante desses efeitos, abordaremos algumas influências tecnológicas no setor da saúde. Confira a seguir!

Big data e organização das informações

O primeiro ponto a ser analisado é a enorme quantidade de dados que circulam pelo mundo. Diante de tantas informações, muitas delas são perdidas ou passam despercebidas pelo olhar do ser humano.

Visto que, na área da saúde, um pequeno detalhe pode mudar o curso de uma vida, o conceito de big data passa a ser empregado no setor. Com isso, são extraídas informações valiosas e precisas de um grande volume de dados. Por meio da análise desses conhecimentos, é possível prevenir e ou até mesmo curar determinadas doenças, redefinindo tratamentos e influenciando no prognóstico.

Softwares de gestão e integração de sistemas

Entrando agora no âmbito administrativo, é fundamental que as instituições de saúde possuam um bom software de gestão. Com esse investimento é possível garantir segurança aos dados, otimização do tempo e, principalmente, integração das informações.

A segurança das informações é certificada tanto na forma como são obtidas, como também na maneira como são armazenadas. A utilização de um software proporciona a padronização desses dados e dos processos vinculados a eles.

Ao realizar a integração de diferentes sistemas, os processos se tornam automatizados e otimizados, o que facilita o acesso às informações do paciente. Vale ressaltar que todo esse processo é resguardado pela segurança no acesso e, assim, oferece também praticidade e economia de tempo diante das necessidades do cotidiano hospitalar.

Armazenamento em nuvem e o acesso remoto

Para complementar os benefícios de um software de gestão, é importante citar a prática do salvamento em nuvem. Esse tipo de armazenamento de dados, aliado com backups periódicos, é uma outra forma de garantir acesso remoto às informações do paciente.

Assim, as informações tornam-se disponíveis independentemente do local por onde são buscadas, desde que o dispositivo utilizado seja compatível com o software e possua permissões para o acesso.

Telemedicina e a quebra de barreiras

Deixando um pouco o aspecto administrativo e abordando agora a prática médica de uma forma mais direta, a telemedicina vem para revolucionar a comunicação em saúde. Essa ferramenta também pode ser relacionada com o acesso remoto. Uma de suas maiores vantagens é possibilitar que o atendimento chegue em áreas inacessíveis e que carecem do serviço de saúde. Porém, ela não se limita a isso.

A telemedicina também permite a análise de solicitações, a realização de laudos e o acompanhamento de doenças crônicas mesmo que a distância. Sem dúvidas, a praticidade oferecida é capaz de otimizar o tempo dos envolvidos e melhorar a qualidade de vida daqueles pacientes.

Wearables e a participação direta dos pacientes

Por fim, apresentamos um avanço tecnológico no qual o paciente atua com maior autonomia no cuidado da própria saúde: os wearables. Esses equipamentos são dispositivos portáteis que monitoram os dados vitais de quem os utiliza. Assim, a pessoa torna-se ciente de como seu organismo está funcionando e evoluindo.

Vimos que a tecnologia da informação está cada vez mais presente na área da saúde, sendo fundamental o acompanhamento desses avanços. Além disso, as tendências do mercado healthcare devem ser analisadas a fim de identificar aquelas que mais se ajustam com as necessidades do local.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre uma das tecnologias abordadas? Então, aproveite para ler nosso outro conteúdo e saiba o que não pode faltar em um sistema de gestão hospitalar!

Powered by Rock Convert