A Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS) é, possivelmente, a associação internacional de maior prestígio no segmento de saúde. Conseguir uma certificação dessa entidade é uma das melhores formas de um hospital atestar a alta qualidade dos seus serviços.

Para isso, contudo, é muito importante conhecer bem os termos desse processo e se organizar para que tudo aconteça conforme o planejado. Então, pensando nisso, neste artigo trouxemos um material rico em informações sobre as medidas que a sua instituição precisa adotar para conseguir (e manter) a certificação da HIMSS. Confira!

O que é Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS)?

De acordo com informações do seu próprio site, a HIMSS é uma organização norte-americana sem fins lucrativos que se dedica a melhorar os processos de cuidados na área da saúde. Isso é feito com foco em qualidade, segurança, redução de custos e a utilização da tecnologia da informação e sistemas de gestão.

A associação foi fundada em 1961, como a Sociedade de Sistemas de Gestão Hospitalar. Atualmente, ela está sediada em Chicago, Illinois, mas sua presença é global: possui mais de 68.000 membros individuais, 600 membros corporativos e 400 organizações sem fins lucrativos. Ela ainda organiza um congresso anual intitulado HIMSS Conference, um dos maiores eventos do setor no mundo todo.

Uma de suas atividades é o programa de desenvolvimento Electronic Medical Record Adoption Model (EMRAM) ou Modelo de Adoção do Registro Médico Eletrônico. Trata-se, basicamente, de uma metodologia orientada à utilização de recursos tecnológicos na área da saúde, a ser seguida pelos hospitais que visam obter sua certificação. Veremos mais sobre ela a seguir.

A certificação EMRAM

Com essa iniciativa, a HIMSS pretende promover a inserção e evolução acelerada do setor da saúde. Isso se dá garantindo que as instituições certificadas aproveitem ao máximo os benefícios da tecnologia atual — já presente em, praticamente, todas as áreas de negócio.

Para isso, seu modelo incorpora diferentes metodologias e algoritmos numa avaliação automática dos hospitais interessados em receber a certificação (em todo o mundo), no que diz respeito às suas capacidades de registrar informações médicas eletronicamente. Esse modelo é composto por oito estágios, e mede tanto a adoção quanto a utilização de funções de tecnologia em seus processos.

No nível 0, que é o primeiro estágio, estão os hospitais com total ausência de informatização. Aqui, nenhuma das áreas básicas — como laboratórios, radiologia e farmácia — é coberta por sistemas.

Na medida em que se observam melhorias, a instituição vai subindo até chegar ao nível 7, que significa uma integração total entre os setores, com bancos de dados capazes de fornecer informações e gerar relatórios a respeito de qualquer dimensão da rotina, em tempo real. Ou seja, esse é um longo caminho a ser percorrido.

Tudo isso aproxima o hospital de uma realidade em que quase não se utiliza mais formulários em papel, podendo aproveitar as vantagens da modernização para melhorar o seu suporte de atendimento aos pacientes.

Quais medidas devo implementar para conquistar a certificação?

A certificação é bastante rígida, só sendo concedida às instituições que apresentem resultados sólidos e demonstrem excelência em suas operações. Por isso, como dissemos, é tão fundamental se preparar e fazer os investimentos corretos, capazes de garantir o sucesso nessa aplicação do modelo.

A adoção de sistemas auxiliares

Certamente, a melhor opção é começar contando com softwares de parceiros confiáveis, para:

  • o registro de pacientes;

  • o gerenciamento do estoque e administração de medicamentos;

  • sistemas de apoio à gestão administrativa — especialmente os módulos financeiros e de gestão de pessoas.

É mais fácil começar por aqui porque há boas opções de mercado a preços competitivos, sem grandes necessidades de investimento em soluções customizadas. E uma das áreas em que a sua instituição pode começar é a do agendamento de cirurgias.

Por meio da solução da Intelectah, por exemplo, você é capaz de informatizar todo esse processo, colocando os envolvidos (médicos, operadoras de plano de saúde e pacientes) em um mesmo ambiente, com facilidade de acesso e simplicidade de uso. Somos uma empresa com qualidade reconhecida pelo mercado, e o nosso sistema — além de ser implementado de maneira ágil e com custo competitivo.

Além disso, você deve investir na adoção de um modelo de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), que é imprescindível para subir de nível na certificação e traz inúmeras vantagens: não só minimiza as falhas e problemas com a papelada, mas também facilita a compilação de dados históricos e possibilita análises bem mais aprofundadas a respeito de seus pacientes.

A integração dos dados

Com a adoção do PEP e dos outros sistemas auxiliares, inicia-se o processo para a eliminação completa do uso do papel. Como em qualquer implementação desse tipo, é comum que a instituição passe por um período de maturação. As pessoas, a princípio, tendem a ser resistentes, demonstrando dificuldades para lidar com as mudanças, muito por acreditarem que o modo como sempre fizeram era o melhor.

Depois desse período — superadas as dificuldades iniciais e já tendo os softwares de suporte funcionando isoladamente em suas áreas —, é hora de investir na integração dessas informações.

Para tanto, é preciso criar um ambiente central, que será responsável pela coordenação do uso dos recursos de tecnologia e por levantar as necessidades de desenvolvimento em TI, para que os diferentes sistemas em funcionamento conversem entre si. Quando acontece, os ganhos são exponenciais:

  • as decisões a respeito dos tratamentos podem ser mais bem embasadas;

  • haverá expressiva economia na compra de insumos, em vista de toda uma análise estratégica que pode ser realizada;

  • todo o fluxo de informações será mais seguro e à prova de falhas.

Pronto! Como vimos, ao buscar a certificação da HIMSS a sua instituição não só ganha o respaldo de ser credenciada por uma das maiores referências do setor no mundo, mas também evolui muito na forma de conduzir e realizar suas operações, gerando economia e ganhando em qualidade.

Então, gostou do artigo sobre Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS)? Aproveite para falar com nossa equipe! Temos a melhor opção para a resolução de problemas em suas rotinas

Powered by Rock Convert